Como já aprendemos sobre a Vegetação do mundo, agora iremos aprender sobre a vegetação do Brasil. Segue abaixo um mapa sobre os tipos de vegetação predominantes em cada estado no Brasil.

http://voupassarnaesa.blogspot.com/p/tipos-de-vegetacao-do-brasil-tipos-e.html

TIPOS DE VEGETAÇÃO

Floresta Amazônica

https://www.infoescola.com/biomas/floresta-amazonica/

É a maior floresta tropical do mundo, totalizando cerca de 40% das florestas pluviais tropicais do planeta. No Brasil ela se estende por 3,7 milhões de km² e 10% dessa área constitui unidades de
conservação. Cerca de 15% da vegetação da Floresta Amazônica foi desmatada, sobretudo a
partir da década de 1970 com a construção de rodovias e a instalação de atividades mineradoras, garimpeiras, agrícolas e de exploração madeireira. Como todas as Florestas Equatoriais, é perene, latifoliada, ombrófila, densa, biodiversa, etc. A construção de rodovias e a expansão das fronteiras agropecuárias contribuíram enormemente para acelerar o processo de desmatamento. Essa floresta
apresenta ainda a seguinte subdivisão:

a) Mata de igapó

https://www.adventureclub.com.br/blog/curiosidades/que-tipos-de-mata-compoem-a-floresta-amazonica/

Desenvolve-se ao longo dos rios, numa área permanentemente alagada. Em comparação com os outros estratos da floresta é o que possui menor quantidade de espécies e é constituído por árvores de menor porte, incluindo palmeiras e plantas aquáticas, destacando-se a vitória-régia.

b) Mata de várzea

https://meioambiente.culturamix.com/ecologia/matas-de-varzea

Área sujeita a inundações periódicas. Como se situa entre as matas de igapó e de terra firme, possui características de ambas;

c) Mata de terra firme

https://www.flickr.com/photos/edgrandisoli/4146636117

Nunca inunda. Nela encontra-se uma vegetação de grande porte, com árvores chegando aos 60 m de altura. O entrelaçamento das copas das árvores forma um dossel que dificulta a penetração da luz, propiciando um ambiente sombrio e úmido no interior da floresta.

Mata Atlântica

https://brasilescola.uol.com.br/biologia/mata-atlantica.htm

Originalmente cobria uma área de 1 milhão de km², estendendo- se ao longo do litoral desde o Rio Grande do Norte até o Rio Grande do Sul e alargando-se significativamente para o interior em Minas Gerais e São Paulo. Além de grande biodiversidade, é uma mata densa, ombrófila, estratificada, perene, latifoliada, etc. Desde o período colonial a floresta foi intensamente explorada. Atualmente, nessa área concentra-se as principais regiões urbanas, instalações industriais e vias de transporte do país, além de atividades agropecuárias.

Mata de Araucária

https://www.infoescola.com/biomas/mata-de-araucarias/

Também conhecida como mata dos pinhais, nativa do Brasil, é uma floresta na qual predomina a araucária (Araucaria angustifolia), o pinheiro-do-paraná ou pinheiro brasileiro. É espaçada e entremeada por outras espécies e tem como característica a folhagem pontiaguda (aciculifoliada). A degradação dessa vegetação apresenta relação com as atividades desenvolvidas pela construção civil, indústrias de papel e pelo agronegócio. Nesse bioma é comum a ocorrência de erva-mate, além de
grande variedade de espécies valorizadas pela indústria madeireira, como os ipês.

Mata dos Cocais

https://conhecimentocientifico.com/mata-dos-cocais-o-que-e-onde-fica-saiba-tudo-sobre-a-vegetacao/

Esta formação vegetal se localiza no estado do Maranhão, encravada entre a Floresta Amazônica, o Cerrado e a Caatinga, caracterizando-se como mata de transição entre formações bastante distintas. É constituída por palmeiras, com grande predominância do babaçu e ocorrência esporádica de carnaúba. Desde o período colonial, a região é explorada economicamente pelo extrativismo de óleo de babaçu e cera de carnaúba. Atualmente, vem sendo desmatada para o cultivo de grãos, em especial, a soja.

Caatinga

https://brasilescola.uol.com.br/brasil/caatinga.htm

Vegetação xerófila, adaptada ao clima semiárido, na qual predominam arbustos caducifólios e espinhosos; ocorrem também cactáceas, como o xique-xique e o mandacaru. A palavra caatinga significa ‘mata branca’, com predominante durante a estação seca. No verão brotam folhas verdes e flores. Sua área original era de 740 mil km², 50% de sua área foi devastada. As atividades econômicas
predominantes são a pecuária extensiva, a agricultura irrigada comercial e a agricultura familiar. Os solos são em geral férteis e contém boa quantidade de minerais, porém são rasos e pedregosos, o que dificulta a atividade agrícola. Trata-se de um bioma exclusivamente brasileiro.

Cerrado

https://brasilescola.uol.com.br/brasil/cerrado.htm

Originalmente cobria cerca de 2 milhões de km² do território brasileiro, mas cerca de 40% de sua
área foi desmatada. É constituído por vegetação caducifólia, predominantemente arbustiva, de raízes profundas, galhos retorcidos e casca grossa. Duas das espécies mais conhecidas são o pequizeiro e o buriti. É uma formação adaptada ao clima tropical típico (Tropófila) desenvolvendo-se, sobretudo, no Centro-Oeste brasileiro. Constitui área de pastagem de rebanho bovino e de expansão da soja.

Campos

https://www.cafeviagem.com/campos-de-cima-da-serra-no-rio-grande-do-sul/

Vegetação litorânea – restinga

https://www.infoescola.com/biomas/restinga/

A restinga desenvolve-se no cordão arenoso, formado junto à costa, com predominância de vegetação rasteira, chamada de pioneira por possibilitar a fixação do solo/sedimentos e permitir a ocupação posterior de arbustos e algumas árvores.

Vegetação litorânea – manguezais

https://www.mundoecologia.com.br/natureza/curiosidades-do-bioma-manguezal-vida-localizacao-e-clima/

Os manguezais são nichos ecológicos responsáveis pela reprodução de grande número de espécies de peixes, moluscos e crustáceos. Desenvolvem–se nos estuários e a vegetação é halófila, podendo apresentar raízes que, durante a maré baixa, ficam expostas. As principais ameaças à preservação dessas formações vegetais são o avanço da urbanização, a pesca predatória, a poluição dos estuários e o turismo desordenado e aterros. Milhares de brasileiros, sobretudo do Nordeste e Sudeste, dependem da coleta de caranguejos do Mangue.

Pantanal

https://brasilescola.uol.com.br/brasil/o-pantanal.htm

Estende-se, em território brasileiro, por 140 mil km² dos estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, em planícies sujeitas a inundações. No Pantanal há vegetação rasteira, floresta tropical e até mesmo vegetação típica do cerrado nas regiões de maior altitude. O Pantanal, não é uma formação vegetal, mas um complexo que agrupa várias formações. Esse bioma vem sofrendo diversos problemas ambientais, decorrentes principalmente da ocupação em regiões mais altas, onde nasce a maioria dos rios. A agricultura e a pecuária têm provocado erosão, assoreamento e contaminação dos rios por agrotóxicos.